Como o rebite estrutural auxilia na união de chapas metálicas? – RUFIX – Soluções completas para necessidades de fixação

Como o rebite estrutural auxilia na união de chapas metálicas? – RUFIX – Soluções completas para necessidades de fixação

Como o rebite estrutural auxilia na união de chapas metálicas?

Primeiramente, é necessário compreender o que são os rebites estruturais. Este tipo de rebite é especialmente projetado com um mecanismo de duplo travamento. Porém, antes de explicarmos a forma exata de funcionamento dos rebites estruturais, vamos recapitular como funcionam os rebites em geral.

 

O funcionamento dos rebites

Os rebites comuns, utilizados como fixadores mecânicos em janelas, cadeiras e esquadrias são compostos de duas partes: o chapéu e o mandril. Com formato similar a um prego ou pino, o chapéu corresponde a parte do rebite que se deforma e permanece na instalação. Já o mandril, é a parte do rebite que é puxada para dentro do rebite e quase totalmente removida. Nestes modelos, o mandril apresenta uma guia perto da base que facilita o encaixe.

Para instalar um rebite, primeiramente é necessário perfurar o material. O furo deve ter o diâmetro adequado para cada bitola e para que o chapéu do rebite se encaixe. Uma vez que o rebite esteja nos dois materiais, uma ferramenta de aplicação de rebites é usada para puxar o mandril através da parte de trás do chapéu, mantendo o chapéu pressionado firmemente contra a superfície de instalação. Quando o mandril é puxado para dentro do chapéu, ele deforma a parte de trás do chapéu, fazendo com que ele se alargue e puxe firmemente contra a traseira da superfície de instalação. Uma vez atingido o torque, o ponto enfraquecido do mandril irá se romper, resultando em uma instalação completa do rebite.

 

 

Como funcionam os rebites estruturais?

 

Os rebites estruturais funcionam um pouco diferente dos rebites comuns. Este tipo de rebite é ideal para fixações de elementos que requerem elevada resistência a cargas dinâmicas, vibração e peso. Com elevada resistência a vibrações, os rebites estruturais dispõem de uma tecnologia que garante o travamento do mandril ao corpo do rebite após a aplicação. Este mecanismo aumenta a resistência ao cisalhamento, à vibração e garante maior grau de hermeticidade, além de dispor de altíssima durabilidade e segurança na peça aplicada.

 

Como instalar rebites estruturais

 

A instalação de um rebite estrutural pode ser feita basicamente da mesma forma que a instalação de um rebite padrão:

  1. Alinhe os dois materiais de instalação;
  2. Escolha a broca apropriada para perfurar o material de acordo com o diâmetro do rebite estrutural (medidas disponíveis em tabela técnica);
  3. Faça um furo nos dois materiais;
  4. Insira o rebite através dos dois materiais no furo;
  5. Utilize uma ferramenta de instalação de rebite no mandril;
  6. Ative a ferramenta para puxar o mandril para fora em direção à superfície de instalação;
  7. Uma vez que o mandril romper, ele está completamente instalado.

Com acabamentos diferenciados, alta resistência mecânica na união de chapas e indicado para a fixação de chapas de diversas espessuras, os rebites de repuxo estrutural da Rudolph Fixações dispensam a utilização de solda na aplicação e são ideais para aplicações em chapas pré-galvanizadas.

 

Compartilhe: